Clínica de reabilitação

Reconhecer os sintomas de crise de ansiedade é fundamental, pois embora não apresente nenhum risco à saúde, é preciso aprender a controlar.

Os sinais de crise de ansiedade se manifestam por sintomas múltiplos e muito variados, tanto psicológicos quanto físicos.

Vale lembrar que durante o tratamento para dependência química, é muito comum a presença de indicadores de crise de ansiedade, o que requer uma atenção especial.

Vamos mostrar aqui os principais sintomas que indicam uma crise de ansiedade e qual o tratamento mais adequado.

Quais os sintomas de crise de ansiedade?

Antes de saber quais os sintomas de crise de ansiedade, o que significa uma crise de ansiedade propriamente dita?

A crise de ansiedade é caracterizada por nervosismo, grande angústia, como se algo de terrível estivesse prestes a acontecer a qualquer momento.

No entanto, pode surgir de repente, sem nenhuma causa explícita, e exatamente por isso que em uma clínica de recuperação, os profissionais acompanham de perto possíveis indícios de crise de ansiedade.

Os principais sinais de crise de ansiedade incluem:

  • Batimentos cardíacos acelerados;
  • Formigamento nos pés e mãos;
  • Dor no peito;
  • Dificuldade para respirar;
  • Suor excessivo;
  • Náuseas;
  • Tremores;
  • Sensação de que algo ruim vai acontecer.

Crise de ansiedade é perigoso à saúde?

Agora que você já sabe quais os sintomas de crise de ansiedade, talvez esteja se perguntando se isso é perigoso.

Por exemplo, uma pessoa que está passando por um tratamento para alcoolismo, pode ter a impressão de falta de ar, mas é apenas uma impressão.

Ou seja, o corpo não vai parar de respirar.

O mesmo acontece em relação ao ritmo cardíaco, onde a pessoa pode sentir palpitações e batimentos cardíacos acelerados, que são outros indicadores de crise de ansiedade.

A menos que exista uma doença cardíaca, a crise de ansiedade não faz o coração parar de bater.

No entanto, os efeitos físicos no corpo são reais, que é o chamado somatização, que é a manifestação física de algo de origem psíquica.

E são esses sinais físicos de crise de ansiedade que afetam a qualidade de vida da pessoa.

Qual o tratamento para reduzir os sintomas de crise de ansiedade?

Embora os sintomas de crise de ansiedade sejam mais presentes em pessoas mais ansiosas, podem surgir de forma brusca e sem causa específica.

Antes de mais nada, é importante descartar qualquer doença real, onde uma avaliação médica é necessária para verificar que não se trata de um infarto, por exemplo.

O tratamento para minimizar e evitar os efeitos da crise de ansiedade, é baseado em vários fatores.

Por exemplo, eliminar alimentos estimulantes, aprender exercícios de relaxamento, psicoterapia e dependendo do caso, o uso de medicamentos.

O acompanhamento de um profissional de saúde é crucial, principalmente em razão dos medicamentos e do risco da dependência.

Tudo vai depender também da repetição das crises e das consequências sobre a pessoa. 

Se acontecer apenas uma vez, não é necessário um tratamento, mas é importante estar atento quanto à frequência de crises de ansiedade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *