Tratamento para Dependentes Químicos

Muitos se perguntam o que são narcóticos, quais efeitos e como funciona no organismo.

A questão aqui é quando são usados de forma abusiva, e é sua dependência que leva tantos para uma clínica de recuperação.

Embora sejam drogas que até podem ser prescritas por um médico, não é bem assim que acontece na prática.

Confira, a seguir, o que significa narcóticos, como funciona e seus principais perigos à saúde.

O que são narcóticos?

Ainda existem muitas dúvidas sobre o que são narcóticos, mas o termo se refere a substâncias que fazem adormecer e reduzem ou eliminam a sensibilidade.

Na verdade, é uma droga proibida, a menos que haja prescrição de um profissional de saúde.

Na medicina, os narcóticos são drogas usadas como anestésicos, como o ópio e derivados.

Ou seja, são opiáceos que quando usados para fins médicos, são potentes analgésicos.

No entanto, seus derivados, como heroína, fentanil, hidrocodona, morfina e codeína, são alguns exemplos de drogas que torna necessário um tratamento para dependência química.

Como funcionam os narcóticos?

O narcótico é uma substância que age sobre o sistema nervoso central e que tem por efeito provocar o sono e diminuir a sensibilidade à dor. 

Quando se trata sobre o que são narcóticos ilegais, são certas drogas ou medicamentos que possuem propriedades depressivas do sistema nervoso central.

Dessa forma, substâncias narcóticas provocam, em doses mais ou menos fortes, um sono artificial.

Eles agem ao nível da barreira hemato-encefálica, que separa a circulação sanguínea do sistema nervoso central, bloqueando a transmissão das informações dos neurônios em direção ao cérebro.

Esses efeitos são mais ou menos intensos de acordo com as doses, mas têm também efeitos secundários sobre o sistema nervoso, muscular, respiratório e cardiovascular.

Conheça alguns tipos de narcóticos

Narcóticos ou substâncias entorpecentes geralmente alteram a consciência da pessoa.

No entanto, muitas dessas substâncias são produzidas em laboratórios, mas de forma ilegal.

Confira alguns tipos de narcóticos:

  • Ópio;
  • Heroína;
  • Codeína;
  • Cocaína;
  • Morfina;
  • Hipnóticos ou soníferos;
  • Xaropes;
  • Tranquilizantes ou sedativos;
  • Anfetaminas.

Essas substâncias, principalmente quando usadas em altas dosagens e por um longo período, causam não apenas dependência química, mas pode provocar overdose.

Por isso, é importante que pessoas próximas estejam atentas e observar se um parente ou amigo possa estar fazendo uso de narcóticos, e pedir ajuda.

Quais os perigos do uso abusivo de entorpecentes?

Agora que você já entendeu o que são narcóticos, quais os perigos do uso abusivo?

Os narcóticos são substâncias ou medicamentos psicotrópicos que modificam certos processos bioquímicos e fisiológicos do cérebro e causam uma baixa de consciência e um relaxamento muscular.

Alguns dos perigos do uso abusivo são:

  • Náuseas e vômitos;
  • Perda de memória;
  • Sonolência;
  • Agitação;
  • Transtornos de humor;
  • Problemas respiratórios.

Ao longo do tratamento para alcoolismo, é essencial saber se o dependente usou narcóticos, pois seus efeitos são potencializados quando associados ao álcool.

Se são utilizados por longos períodos, todos os narcóticos aumentam o risco de dependência, que se traduz por uma necessidade de aumentar as doses do produto para obter seus efeitos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *